Corpo – As pernas: parte 02 de 04

Por certo, quando se fala de pernas, ninguém possui muito a comentar. Podem ser alongadas, curtas, grossas ou finas, bonitas e torneadas ou flácidas e feias. Mas quando se trata das pernas e pés dele, meus comentários podem ser revelados de maneira a caracterizar cada centímetro de seu corpo. Uma camada fina de pêlos escuros toma todo o trajeto de suas cochas até o tornozelo. Os músculos são extrema e incrivelmente agudos, desde o quadríceps femural até o tendão de aquiles. Aquela marca na perna esquerda, propositalmente criada, também tem seu charme especial. Dá a personalidade um tanto revoltada de adolescente que viveu tudo intensamente. Chama atenção para suas panturrilhas enérgicas e potentes. Anatomicamente ponderando, poderiam ser classificadas como pernas perfeitas, ainda que seus joelhos fossem um pouco tortos e não simétricos. E é aí que se encontra a perfeição.
Também não são apenas pernas. São símbolos. De sua ambição de vencer. Símbolos da corrida – já que não gosta de caminhar – atrás de um sonho de vida. Pernas que não se esgotam, não cansam de ir atrás da felicidade mais viva que puder obter. Fugindo dos medos, das desilusões, do desespero e da falta de motivação para seus projetos. E ainda que cansadas, agora possuem mais um par de adendos. As minhas finas e frágeis pernas se juntam nessa corrida incessante, crentes de que conseguirão acompanhar esse trajeto, todos os obstáculos que virão pela frente. E se elas cansarem esperam ser perdoadas e encorajadas, levadas até, pelo primeiro par, as pernas dele. E almejam ter forças para fazerem o mesmo, caso ele canse e tente desistir de tudo o que sempre desejou.
Quando param um pouco para descansar, os dois pares de pernas não conseguem deixar de se tocar. Entrelaçam-se como raízes de árvores trepadeiras, como linhas de mil cores que são deixadas soltas dentro da caixa de costura. Quase se tornam um par só. Quase se misturam por completo. Mas então relembram que têm de recomeçar a correr. E correm com toda a força que podem atrás de um sonho que já é conjunto, ainda que não parem de pensar em como é extraordinário parar para descansar e enroscar-se novamente.

Inspiração: The Hill – Marketa Irglova / BCA.

Anúncios

Um comentário sobre “Corpo – As pernas: parte 02 de 04

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s