memórias da lancheira

Durante o tortuoso trabalho no escritório, que ficava localizado em um antigo hotel, ele escrevia no seu notebook, entretido com aquela depressiva tarefa de burocracias e incomodações. A ele não se importava com o silêncio do espaço, o cheiro da madeira velha de sua mesa, misturado ao o aroma quente e aconchegante do café preto na xícara branca e sem graça que havia ganhado do chefe no natal. A cadeira não era de todo confortável, mas também não havia do que reclamar quando se tratava do serviço público. Ele possuía a melhor cadeira de todo o prédio, e ninguém mais sabia disso, ou viriam buscá-la para entregá-la a alguém de cargo hierárquico superior ao seu. Por esses motivos, não contava a ninguém sobre suas obras a favor daquela instituição.

Sua sala ficava ao lado do quarto mantido intacto do antigo dono do hotel, que morreu sozinho e deixou sua cama desarrumada. Regularmente, vinham grandes grupos escolares, com crianças de quatro anos que não entendiam nada sobre aquele velho quarto de vidro em que havia diversos objetos estranhos e também umas revistas de mulheres nuas sobre a cama. Esse foi um daqueles dias. Os sons dos moleques gritando alto e as professoras esgoelando-se ainda mais alto penetravam em seus ouvidos e ele não conseguia se concentrar no em seus afazeres. Por alguns momentos, lembrou-se da escola que frequentara quando pequeno, o cheiro de lancheiras cheias de guloseimas açucaradas que as mães das outras crianças mandavam o deixava com água na boca. Sua lancheira era sempre a mais sem graça, com um sanduíche de geléia e uma banana meio escura, de tanto bater nas laterais de plástico enquanto ele corria para a aula de pintura a dedo. Quando voltou a si, já havia passado o horário de trabalho. Estava olhando fixo para a parede, como se conseguisse enxergar através dela. Na verdade, conseguia mesmo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s