Que tal um sorriso?

Quando entro no ônibus ou caminho pela rua, sou detalhista. Analiso o rosto, o corpo, as roupas das pessoas ao meu redor. Imagino quem são, como são, do que gostam. Descubro que todas têm algo em comum, inclusive eu. Expressões. Aquela cara feia, os lábios arqueados, o cenho franzido com um olhar maligno. A cara da segurança, pra despistar qualquer indício de felicidade e afastar o mau olhado. As mãos fechadas em punho estão prontas para proteger a bolsa, a carteira, o celular. Como se ser feliz atraísse coisa ruim. Sem bom dia, nem boa tarde. Agradecer com um sorriso é fim dos tempos, só traz má sorte!
Decidi sorrir pra variar um pouco e todo mundo ficou me olhando, como se fosse errado mostrar os dentes. Fechei a cara de novo. O que as pessoas não entendem é que cara feia só atrai cara feia… e aquelas rugas que ninguém quer.

Anúncios

Um comentário sobre “Que tal um sorriso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s